Pintura de uma paisagem

Ousadia e redenção: o Instituto de Pesquisa Histórica de José Honório Rodrigues

Andre de Lemos Freixo

Resumo


Este artigo analisa um “futuro pretérito”: o Instituto de Pesquisa Histórica (IPH), idealizado por José Honório Rodrigues entre meados da década de 1940 e inícios de 1950. Trata-se de um horizonte não concretizado. Em meio às tensões que marcaram o processo de constituição de uma historiografia profissionalizada no país, o IPH visava inaugurar uma nova fase da história no Brasil. Esse lugar social e institucional centralizaria quase todas as etapas da produção de conhecimento histórico, concorrendo, inclusive, com as Faculdades de Filosofia no que toca à pesquisa e formação de historiadores. Avalio aqui sua proposta bem como o que estaria em jogo para seu idealizador no momento em que formulou seu projeto.


Palavras-chave


José Honório Rodrigues; Tempo histórico; Historiografia brasileira

Texto completo:

140-161


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i11.514

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia