A história de uma história: terrorismo extraterrestre a favor do governo, Brasil 1968.

Palavras-chave: Ditadura militar, Idéias políticas, Narrativa historiográfica

Resumo

Resumo: Este artigo tem como tema os documentos, relatórios militares e noticiários sobre um grupo terrorista liderado pelo ufólogo Aladino Félix, responsável por vários atentados no ano de 1968. Há fortes indícios de que esse grupo era conhecido e até contava com apoio de altas autoridades do governo. Isso tendo em vista as pressões internas à Ditadura Militar, visando ao “fechamento” do regime – que desaguaria na decretação do AI-5. A questão central, aqui, é sobre as relações entre terror, terrorismo e política. Com implicações nos temas da racionalidade, dos afetos, dos desejos e das desrazões na vida política. Dado o aspecto insólito do caso estudado, optou-se por uma forma narrativa heterodoxa, em que a autoria do historiador do artigo é dividida em distintas vozes narrativas: a do historicista, a do niilista e a do bestializado. A estratégia narrativa deste texto é inspirada no filme O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Faria, Universidade de Brasília
Professor do Departamento de História da Universidade de Brasília.
Publicado
2019-12-22
Como Citar
FARIA, D. A história de uma história: terrorismo extraterrestre a favor do governo, Brasil 1968. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 12, n. 31, p. 209-243, 22 dez. 2019.
Seção
Artigo