A história de uma história

terrorismo extraterrestre a favor do governo, Brasil 1968

Palavras-chave: Ditadura militar, Idéias políticas, Narrativa historiográfica

Resumo

Resumo: Este artigo tem como tema os documentos, relatórios militares e noticiários sobre um grupo terrorista liderado pelo ufólogo Aladino Félix, responsável por vários atentados no ano de 1968. Há fortes indícios de que esse grupo era conhecido e até contava com apoio de altas autoridades do governo. Isso tendo em vista as pressões internas à Ditadura Militar, visando ao “fechamento” do regime – que desaguaria na decretação do AI-5. A questão central, aqui, é sobre as relações entre terror, terrorismo e política. Com implicações nos temas da racionalidade, dos afetos, dos desejos e das desrazões na vida política. Dado o aspecto insólito do caso estudado, optou-se por uma forma narrativa heterodoxa, em que a autoria do historiador do artigo é dividida em distintas vozes narrativas: a do historicista, a do niilista e a do bestializado. A estratégia narrativa deste texto é inspirada no filme O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Faria, Universidade de Brasília
Professor do Departamento de História da Universidade de Brasília.

Referências

ARGOLO, José A.; RIBEIRO, Kátia; FORTUNATO, Luiz Alberto M. A direita explosiva no Brasil. A história do Grupo Secreto que aterrorizou o País com suas ações, atentados e conspirações. Rio de Janeiro: Mauad, 1996.

BORRADORI, Giovanna. La filosofia en una época de terror. Diálogos con Jurgen Habermas e Jacques Derrida. Madrid: Santillana Ediciones Generales, 2003.

CANCELLI, Elizabeh. O Brasil na Guerra Fria Cultural. São Paulo: Intermeios/USP-PPGHS, 2017.

CARDOSO, Irene. O arbítrio transfigurado em lei e a tortura política. In: FREIRE, Alípio; ALMADA, Izaías; GRANVILLE PONCE, J. A (Orgs.). Tiradentes, um presídio da ditadura. Memórias de presos políticos. São Paulo: Scipione, 1997, p. 471-483.

DECKES, Flávio. Radiografia do terrorismo no Brasil. 66/80. São Paulo: Ícone, 1985.

DINOTOS, Sábado. A antiguidade dos discos voadores. São Paulo: Edição do autor, 1967.

DINOTOS, Sábado. As centúrias de Nostradamus. São Paulo: Edição do autor, 1965.

FARIA, Daniel. Sob o signo da suspeita. As loucuras do poder ditatorial. Antíteses, v. 8, n. 15 esp., p. 221-240, nov. 2015.

GUILHOT, Nicolas. The democracuy makers. Human rights and the politics of global order. New York: Columbia Univeristy Press, 2005.

JABLONKA, Ivan. La historia es una literatura contemporanea. Manifiesto por las ciencias sociales. Buenos Aires: Fondo de cultura economica, 2016.

MCCLINTOCK, Michael. Instruments of statecraft. U. S. Guerrilla Warfare, Counter-Insurgency, and Counter-terrorism, 1940-1990. New York; Pantheon Books, 1992.

PORTELLA, General Jayme. A revolução e o governo Costa e Silva. Rio de Janeiro: Guavira Editores, 1979.

QUADROS, Vasconcelos. Atentados de direita fomentaram AI-5. Disponível em: https://apublica.org/2018/10/atentados-de-direita-fomentaram-ai-5/. Acesso em: 1º nov. 2019.

SANTOS, Rodolpho Gauthier Cardoso dos. A invenção dos discos voadores. Guerra Fria, imprensa e ciência no Brasil (1947-1958). São Paulo: Alameda, 2015.

SCHRAMM, João Francisco. A Força Aérea Brasileira e a investigação acerca de objetos aéreos não identificados (1969-1986): segredos, tecnologias e guerras não convencionais. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

SGANZERLA, Rogério. O Bandido da Luz Vermelha Argumento e roteiro de Rogério Sganzerla. São Paulo: Imprensa Oficial, 2008.

SUENAGA, Cláudio. A Dialética Do Real e do Imaginário: Uma Proposta de Interpretação do Fenômeno OVNI. 1999. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual Paulista, Assis, 1999.

XAVIER, Ismail. Alegorias do subdesenvolvimento. Cinema Novo. Tropicalismo. Cinema Marginal. São Paulo: Cosac Naify, 2014.

Publicado
2019-12-22
Como Citar
FARIA, D. A história de uma história: terrorismo extraterrestre a favor do governo, Brasil 1968. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 12, n. 31, p. 209-243, 22 dez. 2019.
Seção
Artigo