Pintura de uma paisagem

As regras por detrás do jogo: a operação historiográfica de Michel de Certeau na obra de Wlamyra R. Albuquerque

Rômulo Gonçalves Bittencourt

Resumo


O presente artigo se propõe a aplicar a matriz de Michel de Certeau a uma obra historiográfica, O jogo da dissimulação: abolição e cidadania negra no Brasil, de Wlamyra Ribeiro de Albuquerque, de modo a mapear os três elementos componentes da operação historiográfica: lugar social, as práticas e a escrita. Através da análise dos elementos sobre os quais o discurso não fala será demonstrado o nível de participação do historiador no processo de efetivação da pesquisa acadêmica. Desse procedimento resulta a possibilidade de controlar em toda extensão o discurso histórico produzido, ratificando o caráter cientifico do conhecimento histórico, além de promover reflexões atuais sobre questões históricas.       


Palavras-chave


Narrativa historiográfica; Michel de Certeau; Discurso

Texto completo:

78-96


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i23.1127

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia