Pintura de uma paisagem

Pensar a história e seu risco de sangue: o momento drummondiano

Henrique Estrada Rodrigues

Resumo


O artigo analisa a visão de história de Carlos Drummond de Andrade. Pretende-se mostrar que o poema “Os bens e o sangue”, publicado em Claro enigma, corresponde a um momento privilegiado de meditação sobre o tempo e o passado. Essa meditação pode ser descrita como a forma poética de um pensamento sobre a história.

Palavras-chave


Carlos Drummond de Andrade; Pensar poeticamente; História

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i5.92

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia