O narrador e o viajante: notas sobre a retórica do olhar em Os sertões

Autores

  • Fernando Nicolazzi UFOP

DOI:

https://doi.org/10.15848/hh.v0i2.8

Palavras-chave:

História da Historiografia, Brasil, Euclides da Cunha

Resumo

O artigo traça uma reflexão sobre as estratégias de escrita utilizadas por Euclides da Cunha na feitura de seu Os sertões, notadamente no recorte discursivo que separa as figuras do narrador, enquanto aquele que relata, e do viajante, enquantoaquele que observa. A partir da análise da “retórica do olhar” euclidiana, sugiro que um dos elementos constituidores da força argumentativa do livro reside na idéia de distância, no caso, a que cria o hiato entre narrativa e observação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

NICOLAZZI, F. O narrador e o viajante: notas sobre a retórica do olhar em Os sertões. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 2, n. 2, p. 67–85, 2009. DOI: 10.15848/hh.v0i2.8. Disponível em: https://historiadahistoriografia.com.br/revista/article/view/8. Acesso em: 27 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê "Da Monarquia à República: questões sobre a escrita da história"