A importância do método crítico na renovação dos estudos católicos em Portugal: o caso de Luís António Verney

Autores

  • Breno Ferraz Leal Ferreira Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.15848/hh.v0i17.774

Palavras-chave:

Luís António Verney, Método crítico, Catolicismo

Resumo

No presente artigo, pretende-se tratar da obra Verdadeiro método de estudar (1746), de Luís António Verney (1713-1792), como uma proposta de renovação dos estudos católicos em Portugal baseada no método crítico. Após passarmos em revista o desenvolvimento do método crítico nos séculos XVII e XVIII, identificando alguns de seus desdobramentos na França, Itália e Portugal, inseriremos a obra de Verney no contexto intelectual italiano, onde o autor viveu desde 1736. Em seguida, mostraremos como a proposta do autor girava em torno da ideia de se conciliar a filosofia moderna com a teologia dogmática. Para ele, a teologia escolástica adotada pela Companhia de Jesus nos colégios e universidades portugueses não servia para o que deveria ser o principal empenho de teólogos e filósofos: defender a religião católica satisfatoriamente contra a heterodoxia religiosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Breno Ferraz Leal Ferreira, Universidade de São Paulo

Bacharel em História pela Universidade de São Paulo. Mestre e doutorando em História Social pela mesma instituição.

Downloads

Publicado

2015-04-29

Como Citar

FERREIRA, B. F. L. A importância do método crítico na renovação dos estudos católicos em Portugal: o caso de Luís António Verney. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 8, n. 17, 2015. DOI: 10.15848/hh.v0i17.774. Disponível em: https://historiadahistoriografia.com.br/revista/article/view/774. Acesso em: 25 out. 2021.

Edição

Seção

Artigo