Uma revisão crítica das fontes historiográficas para a história do Império Parto (247 a.C. – 228 d. C.): o caso de Apolodoro de Artemita e Arriano de Nicomédia

  • Henrique Modanez de Sant'Ana Universidade de Brasília/Professor Adjunto de História Antiga
Palavras-chave: Fonte histórica, Grécia Antiga, Historiografia antiga

Resumo

Este artigo está vinculado ao crescente interesse crítico pelo Império Parto e tem como objetivo discutir duas das principais fontes historiográficas para a história dessa unidade política nascida em 247 a.C., após a vitória militar sobre os selêucidas: Apolodoro de Artemita e Arriano de Nicomédia. A escolha desses dois historiadores antigos (cada qual com sua Parthica) deve-se aos fatos de que Apolodoro foi o primeiro a registrar a manipulação da ancestralidade aquemênida pelos partos, como parte de sua estratégia de legitimação política, e de que Arriano se tornou o principal herdeiro da historiografia greco-parta (representada por Apolodoro) na tradição literária romana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Modanez de Sant'Ana, Universidade de Brasília/Professor Adjunto de História Antiga
Henrique obteve seu doutorado em História pela Universidade de Brasília (UnB), como bolsista do CNPq. Durante o doutorado, realizou estágios de pesquisa na "Fondation Hardt" (Vandoeuvres/Genebra), com bolsa da Fundação Hans Wilsdorf (Genebra) e da Fundação Saint-Charles (Vaduz), e na Universidade da Califórnia (Berkeley), como bolsista do PDEE da Capes. Entre julho de 2012 e abril de 2013, foi "Fellow in Hellenic Studies" do "Harvard Center for Hellenic Studies" (Washington, D.C.), com projeto de pesquisa sobre tipos de dominação legítima na monarquia helenística. Professor Adjunto de História Antiga da UnB desde 2011, ministra disciplinas sobre o mundo greco-romano e orienta alunos de graduação e pós-graduação (Mestrado), preferencialmente em temas relacionados ao mundo helenístico-romano.
Publicado
2015-04-29
Como Citar
DE SANT’ANA, H. M. Uma revisão crítica das fontes historiográficas para a história do Império Parto (247 a.C. – 228 d. C.): o caso de Apolodoro de Artemita e Arriano de Nicomédia. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 8, n. 17, 29 abr. 2015.
Seção
Artigo