Pintura de uma paisagem

A lição da pedra: usos do passado e cultura material

Francisco Régis Lopes Ramos, Aline Montenegro Magalhães

Resumo


Ao propor certas divisões entre o passado e o presente, a escrita da história na modernidade também articula várias maneiras de fazer conexões entre o real e o que não é real. Uma possível abordagem historiográfica é exatamente o estudo sobre a forma como essas conexões são constituídas e legitimadas. Portanto, este artigo é uma abordagem historiográfica sobre os usos do passado na cultura histórica vivida por Gustavo Barroso, a partir das proposições teóricas e metodológicas de Manoel Luiz Salgado Guimarães. Relacionando a escrita de Barroso com a produção de outros intelectuais, percebe-se o importante papel da cultura material para a construção de certas formas de dar sentido ao passado, através das transformações de marcas e traços em vestígios da passagem do tempo.


Palavras-chave


Escrita da História; Narrativas; Cultura material

Texto completo:

96-113


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i13.679

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia