Pintura de uma paisagem

Continuidade e ruptura em O Antigo Regime e a revolução: o problema da centralização administrativa

Josemar Machado de Oliveira

Resumo


Trata o presente artigo de uma análise da obra de Alexis de Tocqueville, centrada em sua visão da Revolução Francesa. Dividimos o artigo em duas partes. Na primeira parte, intitulada “Tocqueville e a história da Revolução: algumas questões de método”, procuramos abordar sua metodologia inovadora, sua abordagem de longa duração do processo histórico, sendo o papel da Revolução Francesa nesse processo mais de continuidade do que de ruptura. Na segunda parte, intitulada “Centralização e Revolução: continuidade e ruptura”, abordamos o elemento essencial desse processo estrutural que foi a centralização administrativa do estado francês.


Palavras-chave


Antigo Regime; Historiografia francesa; Revolução

Texto completo:

230-243


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i11.474

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia