A compreensão histórica entre ceticismo e arbitrariedade: algumas considerações sobre as variantes recentes do relativismo histórico e cultural

Autores

  • Karl Acham

DOI:

https://doi.org/10.15848/hh.v0i7.325

Palavras-chave:

Compreensão histórica, Ceticismo, Pós-modernismo

Resumo

Apresenta-se componentes básicos da crítica à teoria tradicional da História característica de representantes do pensamento pós-moderno e dos filósofos que lhe estão próximos: a centralidade dos textos simultânea ao ceticismo linguístico, a correlação entre apresentação artístico-literária e apresentação histórica, a crítica ao ideal da objetividade e as concepções da compreensão histórica conexas com esses aspectos. Abordam-se as questões decorrentes desses pontos de vista para a compreensão intercultural, de modo a evidenciar criticamente os limites de um entendimento particularista radical da cultura. As considerações deste artigo vão, pois, dos problemas da metodologia das ciências humanas à abordagem de temas da antropologia filosófica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

ACHAM, K. A compreensão histórica entre ceticismo e arbitrariedade: algumas considerações sobre as variantes recentes do relativismo histórico e cultural. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 4, n. 7, p. 201–224, 2011. DOI: 10.15848/hh.v0i7.325. Disponível em: https://historiadahistoriografia.com.br/revista/article/view/325. Acesso em: 20 set. 2021.

Edição

Seção

Artigo