Pintura de uma paisagem

Mitre e a edificação de um patrimônio historiográfico argentino

José Alves de Freitas Neto

Resumo


O artigo analisa o trabalho histórico de Bartolomé Mitre na Argentina da segunda metade do século XX. São apresentadas as polêmicas em torno da escrita da História, o debate em torno do rigor erudito, a composição do acervo documental e alguns temas enunciados em suas obras principais, a Historia de Belgrano y de la independencia argentina (1887) e a Historia de San Martin y de la emancipación sudamericana (1888). Nesse processo, busca-se abordar as relações entre política e história, assim como elementos que justificam a presença de Mitre no centro do debate historiográfico argentino, as contradições e paradoxos que o historiador sinaliza, assim como sua condição de patrimônio da cultura historiográfica platina.

Palavras-chave


Cultura historiográfica; História política; Argentina

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i7.292

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia