Além da racionalidade instrumental: sentido histórico e racionalidade na teoria da história de Jörn Rüsen

Autores

  • Martin Wiklund Göteborg University

DOI:

https://doi.org/10.15848/hh.v0i1.24

Palavras-chave:

Filosofia da História, Sentido, Racionalidade instrumental

Resumo

O conceito de sentido é central no discurso histórico contemporâneo. A forma como o sentido é compreendido tem conseqüências cruciais para o uso da história, para as possibilidades de orientação histórica e para os riscos de sua instrumentalização. Este artigo explica o sentido do conceito de sentido na teoria da história de Jörn Rüsen, argumentando que sua perspectiva fornece, no que diz respeito aos temas da orientação e da instrumentalização, uma alternativa mais promissora do que o objetivismo e o construtivismo relativista. Com o objetivo de explicar o conceito de sentido em Rüsen, diferentes conceitos de sentido serão destacados. Uma distinção importante será feita entre sentido como constituição e sentido como representação. Em seguida, diferentes aspectos do conceito de sentido de Rüsen serão articulados. Nesse pano de fundo, o conceito de ‘racionalidade de sentido’ será analisado e oposto tanto ao construtivismo, em sua inerente tendência ao instrumentalismo, quanto à tendência a objetificar o sentido em análises empíricas da consciência histórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-01

Como Citar

WIKLUND, M. Além da racionalidade instrumental: sentido histórico e racionalidade na teoria da história de Jörn Rüsen. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 1, n. 1, p. 19–44, 2009. DOI: 10.15848/hh.v0i1.24. Disponível em: https://historiadahistoriografia.com.br/revista/article/view/24. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Artigo