Entre azagaias, carroças e espingardas

a escrita do passado sul-africano em George McCall Theal (1837-1919)

Palavras-chave: África, História da historiografia, Historiografia do século XIX

Resumo

Apesar da fragmentação territorial que marcava a África do Sul na segunda metade do século XIX, esse período foi demarcado por significativas publicações que intencionavam fornecer coesão e unidade especialmente em tratados histórico-geográficos. O artigo versa a respeito da escrita do passado sul-africano do historiador George McCall Theal, com ênfase nas suas interpretações dos deslocamentos étnicos gerados a partir do Great Trek (1835-1846), período de migrações internas dos bôeres rumo ao interior do subcontinente, e do mfecane (c.1815-1835), termo associado ao expansionismo militar dos zulus na mesma região. A ênfase incide sobre as obras The History of the Emigrant Boers in South Africa (1888) e Progress of South Africa in the Century (1901). Publicadas em um período de intensas animosidades interétnicas ao sul da África, visavam fornecer uma versão coesiva do passado sul-africano, culpando os zulus pelo esvaziamento populacional nas décadas de 1820-1830 e legitimando as aspirações coloniais ao uso e posse de terras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Evander Ruthieri da Silva, Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná
Doutorando no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná, com período de estágio em pesquisa (doutorado-sanduíche) na University of Exeter (Reino Unido). Professor colaborador no Departamento de História da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Referências

A NEW BOOK ON THE CAPE. The Cape Monthly Magazine, v. 7, p. 127-128, 1873.

BARROS, José D’Assunção. Ranke: Considerações sobre sua obra e modelo historiográfico. Revista Diálogos, v. 17, n. 3, p. 977-1005, 2013. DOI 10.4025/dialogos.v17i3.774. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/Dialogos/article/view/35976/. Acesso em: 25 jul. 2019.

BRANTLINGER, Patrick. Victorians and Africans: The Genealogy of the Myth of the Dark Continent. Critical Inquiry, v. 12, n. 1, p. 166-203, 1985. DOI: 10.1086/448326. Disponível em: https://www.journals.uchicago.edu/doi/10.1086/448326?mobileUi=0&. Acesso em: 17 mai. 2017.

CERTEAU, Michel de. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Tradução Maria Manuela Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand, 1990.

COBBING, Julian. The Mfecane as Alibi: Thoughts on Dithakong and Mbolompo, Journal of African History, v. 29, p. 487-519, 1988. DOI: 10.1017/S0021853700030590. Disponível em: https://www.cambridge.org/core/journals/journal-of-african-history/article/mfecane-as-alibi-thoughts-on-dithakong-and-mbolompo1/342F2627DC6748BA17D732C83A6326FA. Acesso em: 25 jul. 2019.

DUBOW, Saul. A Commonwealth of Knowledge: Science, Sensibility and White South Africa (1820-2000). Oxford: Oxford University Press, 2006.

ETHERINGTON, Norman. The Greak Treks: the transformation of Southern Africa (1815-1854). Londres: Longman, 2011.

FOSTER, Jeremy. Washed with Sun: Landscape and the Making of White South Africa. Pittsburgh: University of Pittsburg Press, 2008.

GILIOMEE, Hermann. The Afrikaners: Biography of a People. Londres: Hurst, 2011.

GUMP, James. Origins of the Zulu Kingdom. The Historian, v. 50, n. 4, p. 521-534, 1988. DOI: 10.1111/j.1540-6563.1988.tb00757.x. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1540-6563.1988.tb00757.x. Acesso em: 23 jul. 2019

JENKINS, T. A. Disraeli and Victorian Conservatism. Londres: Macmillan, 1996.

LEIBBRANDT, H. C. V. Précis of the archives of the Cape of Good Hope. Cape Town: W. A. Richards & Sons, 1896.

LORIGA, Sabina. O pequeno x: da biografia à história. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

MARTINS, Estevão de Rezende. A história pensada: teoria e método na historiografia europeia do século XIX. São Paulo: Contexto, 2010.

MCCLINTOCK, Anne. Couro imperial: raça, gênero e sexualidade no embate colonial. Campinas: Unicamp, 2010.

MEREDITH, Martin. Diamond’s, Gold and War: the British, the Boers and the Making of South Africa. Nova York: Public Affairs, 2008.

MERRINGTON, Peter. Nothing new under the Sun: anatomy of a literary historical polemic in Colonial Cape Town, circa 1880-1910. In: DELMAS, Adrien; PENN, Nigel (orgs.). Written Culture in a Colonial Context: Africa and the Americas, 1500-1900. Leiden: Brill, 2012.

NDLOVU, Sifiso Mxolisi. African Perspectives of King Dingane Kasenzangakhona. New York: Palgrave Macmillan, 2017.

POLLAK, Michel. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, v. 2, n.3, p.3-15, 1989. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2278. Acesso em: 20 jan. 2017.

RICHNER, Jürg Emil. The historiographical development of the concept mfecane and the writing of early Southern African history (1820-1920). Dissertação (Mestrado em História). Departamento de História, Rhodes University, Grahamstown, 2005.

SANTOS, Gabriela Aparecida. Lança presa ao chão: guerreiros, redes de poder e a construção de Gaza (travessias entre a África do Sul, Moçambique, Suazilândia e Zimbábue, século XIX). Tese (Doutorado em História). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

SCHREUDER, Deryck. The Imperial Historian as Colonial Nationalist: George McCall Theal and the Making of South African History. In: MARTEL, Gordon (org.). Studies in British Imperial History. Nova York: Palgrave Macmillan, 1986.

SCHREUDER, Deryck M. The Scramble for Southern Africa, 1877-1895: the politics of partition reappraised. Cambridge: Cambridge University Press, 1980.

THEAL, George McCall. Compendium of South African History and Geography. Alice, South Africa: Lovedale Missionary Institution, 1878.

THEAL, George McCall. Kaffir Folk-Lore: A Selection from the Traditional Tales Current Among the People Living on the Eastern Border of the Cape Colony. Londrs: Swan Sonnenschein, Le Bas & Lowrey, 1886.

THEAL, George McCall. Progress of South Africa in the Century. Londres: Linscott, 1901.

THEAL, George McCall. The History of the Emigrant Boers in South Africa, or, the wanderings and wars of the emigrant farmers from their leaving the Cape Colony to the acknowledgment of their independence by Great Britain. Londres: Swan Sonnenschein, Lowrey & Co., 1888.

THEAL, George McCall. The Story of Nations: South Africa. Londres: T. Fisher Unwin, 1894.

WESSELING, H. L. Dividir para dominar: a partilha da África, 1880-1914. Rio de Janeiro: UFRJ, 2008.

WILMOT, Alexander; CHASE, John Centlivres. History of the colony of the Cape of Good Hope. Cape Town: J.C. Juta, 1869.

Publicado
2019-12-22
Como Citar
DA SILVA, E. R. Entre azagaias, carroças e espingardas: a escrita do passado sul-africano em George McCall Theal (1837-1919). História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 12, n. 31, p. 268-302, 22 dez. 2019.
Seção
Artigo