história/História na Nova Espanha/México (1750-1850)

Autores

  • Guillermo Zermeño

DOI:

https://doi.org/10.15848/hh.v0i4.135

Resumo

Este artigo rende homenagem ao trabalho pioneiro de Reinhart Koselleck sobre a formação do conceito moderno de história. Koselleck nos oferece o marco para situar o começo da historiografia vinculada ao aparecimento de um novo "regime de historicidade", tal como desenvolvido por Francois Hartog. Na trilha aberta por Kant, mas para além deste, Koselleck perguntou-se pelas condições históricas que possibilitaram a emergência de um novo funcionamento da história visualizado na transformação semântico do vocábulo história. À luz deste precedente historiográfico, neste artigo analisa-se como se transformou o conceito de história na passagem do regime novohispano ao "mexicano" ou republicano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2010-06-28

Como Citar

ZERMEÑO, G. história/História na Nova Espanha/México (1750-1850). História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, Ouro Preto, v. 3, n. 4, p. 37–74, 2010. DOI: 10.15848/hh.v0i4.135. Disponível em: https://historiadahistoriografia.com.br/revista/article/view/135. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê "A historiografia em época de crise: 1750-1850"