Tempo Presente: entre operações e tramas

Palavras-chave: História do tempo presente, Temporalidades, Historiografia

Resumo

O foco deste artigo está em apresentar um quadro das discussões operadas nas últimas três décadas acerca das noções de tempo e de presente em sua junção naquilo que vem sendo chamado de História do Tempo Presente. A elaboração do texto buscou aproximações com a reflexão historiográfica que entende a História do Tempo Presente como o estudo do tempo histórico vivido. As operações e as tramas que envolveram sua constituição acadêmica são o pano de fundo para discutir as redefinições no campo historiográfico acerca das temporalidades e das periodizações. Trata‑se de estudo conduzido em função da problemática proposta pela História do Tempo Presente, destacando sua emergência como parte de uma trajetória que não é estranha às experiências sociais aos movimentos historiográficos das últimas décadas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reinaldo Lindolfo Lohn, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Doutor em História (UFRGS). Professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Emerson Cesar de Campos, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Doutor em História (UFSC). Professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Publicado
2017-10-31
Como Citar
LOHN, R. L.; CAMPOS, E. C. DE. Tempo Presente: entre operações e tramas. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 10, n. 24, 31 out. 2017.
Seção
Artigo