Pintura de uma paisagem

Alexandre Herculano e a construção do historiador

Michelle Fernanda Tasca

Resumo


Este artigo busca apresentar a trajetória do historiador português Alexandre Herculano, sua formação e escolhas profissionais. Para tal objetivo, salientamos os anos iniciais de aprendizado e a importância da experiência do exílio, para então, adentrar ao seu desenvolvimento profissional e à junção dos afazeres de bibliotecário aos de historiador. Pretendemos demonstrar a conciliação entre as duas instâncias, ao mesmo tempo em que discutimos o processo de construção da historiografia oitocentista em que o historiador, para escrever sua síntese histórica, deveria antes de tudo reunir os materiais necessários através de incessantes buscas, catalogações e estudos de documentos que ainda não haviam sido adequadamente manuseados para servir a tais propósitos. Por fim, apresenta a forma como Alexandre Herculano foi lido ao longo dos anos e a mudança no viés crítico dos estudos analíticos


Palavras-chave


Historiografia portuguesa; Historiografia do século XIX; Alexandre Herculano

Texto completo:

130-143


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i24.1136

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia