Pintura de uma paisagem

Filosofia e História em Thomas Hobbes: uma leitura de An Historical Narration Concerning Heresy

João de Azevedo e Dias Duarte

Resumo


Este artigo discute a função da história no pensamento do filósofo inglês Thomas Hobbes. A primeira parte do artigo trata da crítica de Hobbes à importância conferida à experiência e à história pela tradição clássico-humanista e de sua defesa da superioridade epistêmica da razão e da filosofia. A segunda parte concentra-se em sua obra postumamente publicada, An Historical Narration Concerning Heresy (1680), buscando interpretá-la à luz das convenções do gênero da história eclesiástica e dos debates político-religiosos do período da Restauração inglesa. Argumenta-se, finalmente, que essa obra é um tipo de história teoricamente informada, concebida para se constituir como uma intervenção retoricamente efetiva em um debate contemporâneo acerca da heresia e de sua punição e da jurisdição eclesiástica

Palavras-chave


Thomas Hobbes; História; Filosofia

Texto completo:

26-43


DOI: https://doi.org/10.15848/hh.v0i24.1098

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia